Programa de Sons no Jardim em Vila Real

Saiba aqui o que vai poder ouvir e ver ao vivo em Vila Real de Santo António, que se anima em agosto de 2022 com a estreia do ciclo «Sons no Jardim», uma iniciativa que apresenta projectos da nova música portuguesa, com entrada livre, os espetáculos terão lugar no Jardim da Avenida da República (frente à Capitania), junto ao rio Guadiana.

O jardim da cidade se transformará, a partir das 22h00, numa pista de dança nas noites de Verão ao som de Moullinex (5 de agosto), Sitah Faya x Spock (19 de agosto) e Fogo Fogo (27 de agosto).

Moullinex

Moullinex é o alter-ego do produtor português, dj e multi-instrumentista Luís Clara Gomes. Da ciência à arte, da espontaneidade ao formalismo, do orgânico ao artificial, do isolamento à comunidade, Moullinex prospera em interseções.

É nelas que cria música que tanto vive dentro dos limites da pista de dança, como permite introspeção ao ser escutada na intimidade dos headphones. Desde contemplações melancólicas na eletrónica à house e disco mais exuberantes, o seu trabalho tem colhido elogios globalmente pelo público e pela crítica.

Depois de «Flora» (2012), «Elsewhere» (2015) e «Hypersex» (2017), o novo álbum «Requiem for Empathy» (2021) vem confirmar a sua enorme versatilidade e subtileza como produtor multifacetado.

Sitah Faya x Spock

Foi na maresia que Spock e Sitah Faya encontraram a corrente que os uniu em «Assim Como Vai». Após anos de companheirismo na editora Contentor Records, uniram forças que resultaram na longa-duração colaborativa de 16 temas.

Nascida e criada na cidade raiana de Vila Real de Santo António, foram as rimas e a poesia cristalinas, escritas no Algarve, que levaram a voz de Sitah Faya ao resto do país. É um dos elementos da editora fundada por Spock, embora o seu percurso tenha sido maioritariamente em nome próprio, como na mixtape «Cactus» e em diversas colaborações.

Spock, membro-fundador da editora independente Contentor Records, atualmente sediada no Lux Park, é o produtor por excelência desta casa. Compôs as notas que serviram Erre K e Buda XL nos seus discos a solo, assim como no trio SXR. Em 2019, lançou «Negro Luto» como mote de arranque para a parceria com Maze, mítico ícone de Dealema e do rap portuense, que culminou na edição de um álbum.

Fogo Fogo

Os Fogo Fogo apresentam ao vivo o seu novo repertório baseado no disco de originais «Fladu Fla», editado no final de 2021. Integram no alinhamento sons de clássicos do «funana» que a banda transporta para os tempos de hoje, utilizando instrumentos elétricos e formações musicais semelhantes às dos grupos de pop/rock e afro/funk/reggae dos anos 60/70.

Com influências de rock psicadélico e dub, alguns dos estilos mais experimentais dessas épocas, procuram levar mais longe essa tradição à luz dos dias de hoje.

O projeto de Francisco Rebelo (baixo), João Gomes (teclas), Edu Mundo (bateria), Danilo Lopes (vozes/guitarra) e David Pessoa (vozes/guitarra) representa a força experiente e enérgica destes músicos que há muito nos habituaram por esses palcos fora. Os cinco juntos somam quase 120 anos de carreira. Cada um deles é dono de um talento imenso, consolidado pela experiência de anos em alguns dos maiores palcos do mundo.

Evento: Sons no Jardim no Jardim da Avenida da República | VRSA | 22h00. Entrada livre

5 de agostoMoullinex

19 de agostoSitah Faya x Spock

27 de agostoFogo Fogo

Deixar comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: